PRÉVIA CRASH BANDICOOT 4
CONCURSO CULTURAL 2020
 
SPYRO THE DRAGON
CRASH BANDICOOT
 
JOGOS LANÇADOS
DICAS DOS JOGOS
DETONADOS PUBLICADOS
PERSONAGENS
 
JOGOS LANÇADOS
DICAS DOS JOGOS
DETONADOS PUBLICADOS
PERSONAGENS
 
ÁREA FÃ
JOGOS ONLINE
LINHA DO TEMPO
LINKS RECOMENDADOS
JOGOS RECOMENDADOS
PARCEIROS
CONTATO
ÁREA FÃ JOGOS ONLINE  LINHA DO TEMPO LINKS RECOMENDADOS JOGOS RECOMENDADOS PARCEIROS CONTATO

Página Inicial


DRAGONS & BANDICOOTS

Crash Bandicoot

Spyro the Dragon

Período: 2001 a 2019

Período: 1994 a 2019 Período: 1998 a 2019
1986
Surge a Naughty Dog, empresa que foi fundada por Andy Gavin e Jason Rubin. Eles lançaram vários títulos antes de Crash Bandicoot, para os consoles Mega Drive e 3DO. Mark Cerny, que participou da produção do jogo Sonic the Hedgehog 2 para Mega Drive, tentou (e conseguiu) convencer a Naughty Dog a mudar o foco de criação de jogos para se adequar às novas tecnologias que incluíam jogos em 3D. Foi assim que surgiu a idéia de criar um jogo de plataforma. Como a Sony havia se separado da Nintendo, em 1994 a Sony lança o PlayStation. A empresa precisava de um mascote, mas só 2 anos após o lançamento do console veio o mascote da empresa, criado por quem? Naughty Dog em parceria com Mark Cerny e a Universal Interactive Studios.
   
1996
Ano da verdade. A Naughty Dog finaliza o game intitulado Crash Bandicoot. O personagem - um marsupial - é um animal parecido com uma raposa, mas sem cauda. O jogo foi um marco na história do PlayStation, consolidando o posto de mascote da Sony ao Crash Bandicoot. Ele é carismático, engraçado e bondoso. Crash Bandicoot fez mais sucesso no Japão do que no resto do mundo. Apesar do sucesso, o jogo apresentava vários defeitos em relação aos gráficos e à jogabilidade.

   
1997
Tentando corrigir os erros da primeira versão e apresentar novos movimentos e estilo de jogo para Crash Bandicoot e visando maior aceitação do resto do mundo, a Naughty Dog lança o jogo Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back. Valeu a pena esperar, pois o jogo foi o melhor de aventura feito para PlayStation na época. 1997 foi o ano mais lucrativo da Naughty Dog... isso animou a empresa e a enriqueceu (hehe). Isso deu à empresa mais vontade de repetir o sucesso do jogo Crash 2.

   
1998
Como prometido, a Naughty Dog lança nesse ano o jogo Crash Bandicoot: Warped. A intenção da empresa era repetir o sucesso do antecessor, mas não foi bem isso que aconteceu. A empresa não repetiu o sucesso como aumentou ainda mais a credibilidade de seu mascote e a sua própria. O jogo apresenta ao mundo a irmã de Crash Bandicoot (Coco Bandicoot) como personagem jogável e gráficos espetaculares. Com certeza, aqui no Brasil, o jogo Crash 3 é o mais conhecido por aqueles que não conhecem bem Crash Bandicoot. A Naughty Dog encerrava nesse jogo a história de Crash Bandicoot, mas outro jogo estava para surgir.

   
1999
Nesse ano, a Naughty Dog lança o que seria seu último game com a franquia Crash Bandicoot. O jogo não é de aventura, mas de corrida. Seu nome é Crash Team Racing, conhecido por muitos como CTR. O jogo reúne os personagens mais famosos da série Crash Bandicoot, além de um novo inimigo - Nitrus Oxide - para disputar corridas nos locais das Ilhas N.Sanity. A empresa realmente fechou a série com um jogo bem legal e engraçado. Nesse jogo, a empresa decidiu usar o mesmo esquema de jogo do Mario Kart, mas melhorado e dando possibilidade de sacanear os adversários com várias armadilhas. Mas, esta seria a despedida da Naughty Dog na criação de jogos para o personagem Crash Bandicoot. Em 2000, a Universal Interactive seria a nova reitora dos direitos de imagem do mascote da Sony.

   
2000
Após 5 anos de sucesso, a Universal Interactive tem a dura responsabilidade de manter esse sucesso para o mascote que passara a tomar conta a partir desse ano - Crash Bandicoot. A Universal estava indecisa com relação à empresa que produziria o novo game do Crash Bandicoot... mesmo com essa indecisão, a Universal contrata a Eurocom Ent. Software para desenvolver um novo game do Crash Bandicoot para o PlayStation... É, então, que em outubro desse ano surge o jogo Crash Bash. Mas, muitos fãs ficaram decepcionados com a qualidade gráfica do jogo... apesar disso, o jogo garantia horas e horas de diversão mas, infelizmente, com poucas inovações. Insatisfeita, a Universal coloca nas mãos da famosa Konami a missão de produzir o que seria o primeiro game de Crash Bandicoot para os novos consoles de 128 Bits - PlayStation 2, Game Cube e XBox.

   
2001
Nesse ano a Universal contrata a empresa Traveller's Tales e a Konami para desenvolverem o novo jogo de Crash Bandicoot para os consoles de 128 Bits da época. O jogo demorou um pouco para ser lançado, mas em 2002 chega ao PlayStation 2, Game Cube e Xbox a nova aventura de Crash Bandicoot. Nesse ano a Naughty Dog preparava o lançamento do jogo Jak & Daxter.
   
2002
Após problemas no lançamento do jogo novo de Crash Bandicoot, a Universal Interactive consegue lançar o jogo Crash Bandicoot: The Wrath of Cortex. Um jogo totalmente diferente dos anteriores, apresentando um Cortex esquisito e um novo personagem na aventura de Crash: Crunch Bandicoot. A aventura aparenta ser uma versão melhorada do jogo Crash Bandicoot 3 do PlayStation, com a possibilidade de jogar com Coco Bandicoot, usar vários meios de transporte, como trator, helicóptero... Nesse mesmo ano, a Universal lança para o Game Boy Advance o primeiro game de Crash Bandicoot, chamado Crash Bandicoot: The Huge Adventure ou Crash Bandicoot XS para os japoneses. No Game Boy Advance, o jogo ficou idêntico ao Crash Bandicoot 2 do PS One, inclusive sonoramente. Foi muito bem feito, mas não fez muito sucesso, assim como, "Wrath of Cortex". A aventura apresentava algumas inovações, como a possibilidade de poder ser conectado a outro Game Boy Advance para disputas de tempo.

 

   
2003
No início desse ano, a Universal Interactive surpreende a todos com o lançamento do jogo Crash Bandicoot 2: N-Tranced. O jogo apresenta gráficos um pouco melhores que o jogo anterior e um novo personagem: N. Trance - criação de N. Tropy. Mas, a Vicarious Visions, mesma empresa que fez os jogos Crash XS e Crash 2: N-Tranced, estava preparando um novo jogo de Crash Bandicoot para os consoles de 128 Bits. É então que, no final do ano, a Vivendi Universal e a Universal Interactive lançam para todos os consoles de nova geração, inclusive o Game Boy Advance, o jogo Crash Nitro Kart. CNK, como é conhecido, é um novo jogo de kart que reúne todos os personagens da série Crash Bandicoot e apresenta novos personagens no estilo de CTR. Mas, o jogo não é tão bom quanto CTR, pois apresenta muitas falhas de desenvolvimento... Apesar disso, foi o jogo do Crash para os consoles de 128 Bits que fez mais sucesso até hoje.
 
   
2004
Em 2004 a Vivendi Universal decidiu chamar novamente a Traveller's Tales para produzir a próxima aventura de Crash Bandicoot para os consoles de 128 Bits... Enquanto isso, a Vicarious Visions estava preparando uma aventura inusitada de Crash Bandicoot: Crash entra no mundo de Spyro para arruinar os planos maléficos de Ripto e Cortex em Crash Bandicoot Purple: Ripto's Rampage. Fez muito sucesso essa fusão, tanto que foi considerado o melhor jogo de Crash Bandicoot para o portátil da Nintendo. No final do ano, surge então a surpresa: Crash Twinsanity. O jogo une Crash e Cortex para lutar contra duas ameaças às Ilhas N. Sanity, dois periquitos que vieram da 10ª dimensão com o objetivo de destruir as ilhas, escravizar Crash e roubar o cérebro de Cortex. O jogo é bem engraçado e apresenta cenas hilárias de humilhação e revolta de Neo Cortex... Esse seria o último ano da Vivendi Universal Games como uma grande empresa. Os direitos de imagem de Crash Bandicoot passaria para as mãos da antiga Sierra Entertainment.

 

   
2005
Crash Bandicoot em 2005 estava um pouco parado, mas pelo menos no final do ano tivemos um lançamento bem legal para os consoles de 128 bits atuais (PS2, GC e XBox) e para o portátil PSP: Crash Tag Team Racing. No início do ano, vários boatos sobre o nome do jogo corriam pela internet, principalmente no fórum da Vivendi Universal Games. O jogo foi uma grande surpresa para todos, pois apresenta muitos elementos que o tornam bem divertido, não sendo mais um jogo simples de corrida de kart. Dessa vez os karts foram trocados por carros de verdade e a jogabilidade foi modificada. O objetivo do jogo não é apenas vencer as corridas para ganhar troféus, mas destruir os carros dos adversários utilizando-se de fusões que transformavam o carro num "tanque de guerra com rodas". 2005 também foi o ano em que a VU Games contratou a empresa Radical Entertainment para produzir novos jogos para a empresa. Sua estréia na VU Games foi justamente com o jogo CTTR. No final do ano, a VU Games também lançou para o portátil Game Boy Advance dois pacotes de clássicos do Crash Bandicoot. Um deles contém os dois principais jogos do Crash no GBA: Crash Bandicoot 2: N-Tranced e Crash Nitro Kart (Crash Bandicoot Superpack) e o outro contém os jogos Crash Bandicoot Purple: Ripto's Rampage e Spyro Orange: The Cortex Conspiracy (Crash & Spyro Superpack). Curiosidade: O jogo Crash Tag Team Racing recebeu o nome provisório de Crash Clash Racing e estava sendo produzido pela Traveller's Tales, porém a Sierra decidiu passar o desenvolvimento para as mãos da Radical que teve que mudar o nome do jogo.
   
2006

Nesse ano, o jogo Crash Bandicoot completa 10 anos de lançamento e, para comemorar a Sierra decide estrear Crash no novo portátil da Nintendo - o Nintendo DS - um jogo do nosso mascote. Foi lançado sob muitas críticas o jogo Crash: Boom, Bang! que marcou os 10 anos de Crash Bandicoot... Mas será que era isso que os fãs esperavam para comemorar o aniversário de um jogo tão marcante para o mundo dos games como foi Crash 1? Vieram então, como conseqüência, críticas por todos os lados e notas baixas por todos os lados. Será que Crash Bandicoot conseguiria se recuperar desse duro golpe?

   
2007

Foi então que a Radical Entertainment começou a soltar na internet vídeos e imagens do sucessor de Crash Tag Team Racing. Seria o jogo Crash of the Titans que foi lançado no final do ano para todas as plataformas atuais, exceto PlayStation 3. O jogo foi lançado para PS2, Wii, XBox 360, GBA e Nintendo DS. O jogo fez um grande sucesso, pois foi bem feito e bem divertido. Esse jogo também marca a estréia do novo visual dos personagens. O que mais decepcionou os fãs, foi o novo visual de Tiny Tiger. Eles deixaram de lado a cara de mal, o porte grande de Tiny para colocar um visual mais "humano" ao Tiny, além de o deixar meio "afeminado", se é que você me entende... Nesse ano, a Sierra lança exclusivamente para PlayStation 2 uma compilação dos melhores jogos de Crash Bandicoot lançados para o console intitulada Crash Bandicoot Action Pack  Os jogos selecionados foram: Crash Twinsanity, Crash Tag Team Racing e Crash Nitro Kart. Escolha que, pessoalmente, foi mal feita. Eu trocaria o jogo Crash Nitro Kart pelo Crash Bandicoot: The Wrath of Cortex, mas vai entender a cabeça deles.

   
2008

Após o grande sucesso de Crash of the Titans, a Radical Entertainment teve uma dura tarefa: manter o sucesso no próximo jogo que produzisse. Não é que conseguiu. O nome desse jogo de Crash Bandicoot é Crash: Mind over Mutant e conta com o retorno de um personagem das antigas: Nitrus Brio. Nesse jogo Cortex e Brio voltaram a se unir para destruir Crash Bandicoot e Wumpa Island. Desta vez o jogo contou com a participação de Coco Bandicoot como personagem jogável no modo cooperativo, mas apenas nas versões Wii e XBox 360. O jogo apresentava alguns problemas de jogabilidade, principalmente em relação à câmera (ou à falta dela...), porém mesmo assim foi sucesso. Neste mesmo ano foi lançado para iPhone mais um jogo de corrida de Crash intitulado Crash Bandicoot Nitro Kart 3D.

   
2009

No ano de 2009, a Radical Entertainment esteve envolvida no lançamento de seu jogo de Ação chamado Prototype, por isso não tivemos jogos novos de Crash sendo lançados neste ano por ela, mas para suprir a falta de jogos, no 1º semestre foi lançado juntamente com o console brasileiro Zeebo o jogo Crash Bandicoot Nitro Kart 3D que é uma versão do jogo lançado no ano de 2008 para iPhone. O console em si não está fazendo muito sucesso, mas diante disso, pode-se dizer que o jogo foi bem no console apesar das críticas serem bem pesadas por se tratar de uma conversão.  No final do ano, começaram a correr boatos que no mês de abril de 2010 seria anunciado o próximo jogo de Crash Bandicoot.

 
2010
Depois de algum tempo do lançamento do último jogo da Radical Entertainment, Crash: Mind Over Mutant, começaram a sair alguns boatos que inclusive cheguei a postar no site na época relacionado a um possível jogo novo de Crash que a High Impact Games estaria fazendo. Tratava-se de Crash Team Racing, uma versão totalmente nova do jogo produzido pela Naughty Dog 11 anos antes para o saudoso PlayStation 1. Porém, infelizmente, não foram divulgadas imagens desse jogo, tampouco viu a luz do dia, pois foi logo cancelado pela Activision. No mesmo período surgiam boatos de outro jogo de Crash, agora produzido pela própria Radical que seria um reboot para a franquia, já que os últimos jogos não tinham saído como a produtora esperava - o resultado não foi o esperado. Não soubemos mais nada relacionado a este jogo... Ficaremos então no aguardo para possíveis novidades. Neste mesmo ano, para não dizer que não foi lançado nenhum jogo, foi lançado para iOS o jogo Crash Bandicoot Nitro Kart 2, continuação do jogo de corrida de 2008 lançado para a mesma plataforma.
 
2013
Finalmente descobrimos do que se tratava o tal jogo cancelado pela Activision em 2010, além de Crash Team Racing. O jogo seria chamado Crash Landed e ele foi cancelado para que a produtora trabalhasse na continuação de Prototype. Nesse mesmo período estavam saindo notícias que a Activision estava mandando funcionários da produtora embora, sobrando apenas uma equipe pequena. Descobriu-se depois que após o lançamento do Prototype 2, a produtora fechou as portas e, com isso, a esperança de um jogo de Crash feito por elas também foi embora. Já se vão 4 anos sem um jogo totalmente novo de Crash...
 
2016

Quando nós já não tínhamos mais esperanças que Crash fosse voltar, a Sony vem com uma bomba no dia da sua conferência na E3 deste ano. Numa entrada triunfal de Shaun Layden (presidente da Sony), anuncia que a empresa tinha feito parceria com a Activision para trazer não um, mas dois novos produtos com a marca Crash Bandicoot. O primeiro seria lançado ainda em 2016 que seria a participação de Crash como personagem jogável e com fase própria no novo jogo da série Skylanders (Imaginators) e uma trilogia remasterizada dos 3 primeiros jogos da franquia para o PlayStation 4 em 2017. A participação de Crash em Skylanders não agradou a muitos, mas a forma como a fase se desenvolve até que foi bem recebida. Elementos clássicos misturados com o visual característico da série Skylanders estavam lá. Quando à remasterização, só nos resta esperar, mas diante do que já foi mostrado, acreditamos que seja muito bem feita e que fará sucesso.

   
2017

Como dito no resumo de 2016, durante a E3 daquele ano foi anunciado que Crash teria um jogo remasterizado a ser lançado (inicialmente) exclusivamente no PlayStation 4. Em dezembro ficamos sabendo que o nome da trilogia remasterizada se chamaria Crash Bandicoot: N. Sane Trilogy e que seria lançado em junho de 2017. E assim foi. Em 30 de junho de 2017, depois de muitos anos sem nenhum jogo próprio, é lançado a trilogia "N. Sane Trilogy", com um sucesso estrondoso. Foi inclusive uma das séries mais assistidas do canal Dragons & Bandicoots e um dos jogos mais jogados e streamados naquele ano. O jogo foi um dos mais vendidos daquele ano, vendendo algo em torno de 4 milhões de cópias só no PS4 em 2017! Sucesso! Em agosto do mesmo ano, o jogo ganhou a sua primeira DLC, que é a temida e dificílima fase deletada do jogo "Crash Bandicoot 1", a fase "Stormy Ascent".

   
2018

Após o sucesso estrondoso de Crash Bandicoot: N. Sane Trilogy era mais que esperado que a Activision relançasse o jogo em outras plataformas (o que causava um pouco de dúvida era o fato de a trilogia original ter sido exclusiva do PlayStation, porém muita gente não lembrou que a franquia era da Universal, apenas os jogos foram exclusivos porque a Naughty Dog, produtora dos primeiros jogos, fez jogos apenas para o PlayStation por opção deles - mais tarde vimos que a produtora foi comprada pela Sony). Foi então que, no início do ano, começaram a surgir imagens dos menus do jogo com os botões do Xbox One, que foram removidas em seguida pela Activision, mas o print é eterno... então já viu (rs). Depois de algumas semanas após o vazamento, é confirmado que o jogo seria lançado em junho de 2018 para Xbox One, Nintendo Switch e PC. Como aconteceu no PS4, o jogo vendeu como água nas outras plataformas, ultrapassando o total superior a 10 milhões de cópias vendidas. Fez novamente muito sucesso! Conteúdo novo para o jogo foi lançado junto dessa nova versão. Uma atualização para otimizar o jogo no PS4 e PS4 Pro e a fase totalmente nova intitulada "Future Tense", que foi acrescida ao jogo "Crash Bandicoot 3". A expectativa fica para saber o que viria pela frente. Um jogo novo? Um outro sucesso remasterizado?

   
2019

A pergunta do ano anterior seria respondida logo, pois no final daquele mesmo ano, durante a The Game Awards, é anunciado que o próximo jogo de Crash Bandicoot seria uma remasterização de outro grande sucesso do PlayStation 1 - "Crash Team Racing". Essa versão seria bem maior e contaria com conteúdos de outros jogos da franquia. E assim foi. Em 21 de junho de 2019 foi lançado Crash Team Racing: Nitro-Fueled para PS4, Xbox One e Nintendo Switch (PC ficou de fora dessa :( ) e foi incrível o sucesso que o jogo fez. Ainda mais que o seu antecessor, esse jogo contou com vários conteúdos de outros jogos, como prometido. Além das pistas, arenas, personagens e karts da versão original do PS1, o jogo contou com pistas, arenas, personagens e karts do Crash Nitro Kart, personagens secretos como Penta Penguin e Fake Crash também estavam presentes no jogo da mesma maneira que foi no PS1, além de termos a possibilidade de adquirir novos itens utilizando Moedas Wumpa recebidas ao final dos eventos do jogo para serem gastas em karts novos, skins para os personagens e itens de customização para estes karts. Mais tarde foram lançados outros conteúdos novos para o jogo, incluindo personagens inéditos, pistas novas e uma novidade chamada Grande Prêmio, onde era possível ganhar novos itens utilizando Pontos de Nitro recebidos ao final de eventos ao concluir desafios específicos. O jogo conta também com um modo online, onde os jogadores podem se divertir jogando com outros players ao redor do mundo. No final do ano, houve a The Game Awards e o jogo foi indicado como Melhor jogo de Esporte ou Corrida e, surpreendentemente, superando adversários fortes como FIFA, PES e Fórmula 1, CTR Nitro-Fueled recebe o prêmio. A expectativa era grande para este evento pois boatos corriam que nele seria anunciado o próximo jogo de Crash Bandicoot, o que acabou não acontecendo. Até meados do primeiro mês (julho) o jogo já tinha vendido 1 milhão de cópias. Imagine quanto o jogo já vendeu até o final do ano...

   

Dragons & Bandicoots © 2001/2020 - Versão 15.2

Site desenvolvido e criado por Paulo Moreira (dragonsb). Os personagens mencionados neste site são marcas registradas de Activision, Inc. O site Dragons & Bandicoots não possui nenhuma ligação com a empresa mencionada.
Site hospedado por Webhost Brasil.