SPYRO THE DRAGON
CRASH BANDICOOT
 
JOGOS LANÇADOS
DICAS DOS JOGOS
DETONADOS PUBLICADOS
PERSONAGENS
 
PRÉVIA CRASH: N. SANE TRILOGY
JOGOS LANÇADOS
DICAS DOS JOGOS
DETONADOS PUBLICADOS
PERSONAGENS
 
ÁREA FÃ
CONCURSO CULTURAL 2017
JOGOS ONLINE
LINHA DO TEMPO
LINKS RECOMENDADOS
JOGOS RECOMENDADOS
PARCEIROS
CONTATO
JOGOS LANÇADOS DICAS DOS JOGOS  DETONADOS PUBLICADOS PERSONAGENS
Página Inicial

CRASH OF THE TITANS Galeria ANÁLISE
 
FICHA TÉCNICA
 

Produtora Radical Entertainment

Nota do Site

8.8

8.4 (2)

Publicadora Sierra Entertainment
Distribuidora Sierra Entertainment
Plataforma(s) GameBoy Advance, Nintendo DS
Classificação Todas as Idades
Data de Lançamento 02/10/2007 (GBA) - 25/10/2007 (DS)
Gênero Ação/Aventura
Número de Jogadores 1
Acessórios Memory Card
 
HISTÓRIA
 

       Crash estava tirando uma soneca, quando Aku Aku o acorda para apressá-lo para salvar Wumpa Island. Neo Cortex usou o poder dos mojos para transformar os animais da ilha em monstros. A missão de Crash é recuperar os mojos, as máscaras Tiki e acabar com os planos maléficos de Neo Cortex, Uka Uka, N. Gin, Nina Cortex, Tiny Tiger e Dingodile.

        Crash contará com a ajuda de Coco utilizando os mojos coletados para melhorar seus movimentos e habilidades, além de contar com Aku Aku para controlar os monstros a seu favor para derrotar os demais.

 
GALERIA
 
Imagens do Jogo
 
 
ANÁLISE
 

SOM

                   
8

8.8

ótimo

Pontos Positivos
* Gráficos muito bons nas duas versões * Muitas fases * Desafio bem variado
 
Pontos Negativos
* Faltou um modo multiplayer * Crash ficou muito grande na versão GBA impedindo a visualização do cenário
GRÁFICOS
                   
9
DESAFIO
                   
10
JOGABILIDADE
                   
9
GERAL
                   
8
 
Análise do Jogo - Versão Nintendo DS
por Paulo Moreira - revisado em 11/01/2011

          Crash of the Titans é a nova aventura de Crash Bandicoot para os portáteis que foi produzida novamente pela Amaze Entertainment. Nessa aventura, Crash Bandicoot será gratificado com um poder de controlar monstros maiores que ele. Crash poderá derrotar monstros grandes com o uso dessa nova habilidade que consiste em subir nas costas dos monstros e assim, usar o poder de controlá-los para derrotar outros monstros do cenário. Crash ainda ganhou a habilidade de dar chutes e socos fortes.

          A versão portátil do jogo ficou muito boa. Ela não é exatamente igual à versão consoles já que a produtora é outra, mas a essência do jogo é a mesma: Crash deve utilizar-se dos poderes da máscara Aku Aku para controlar monstros maiores que ele para derrotar outros monstros maiores. Nessa versão, Crunch não aparece e Coco não é seqüestrada por Neo Cortex. Coco fica numa barraca em cada um dos mundos do jogo ajudando Crash com upgrades. Nesse jogo contamos com a presença de Dingodile como chefe de Wumpa Island (primeiro mundo do jogo).

         Existem muitos itens a coletar no jogo, principalmente na versão DS. Você deverá jogar a mesma fase até 2 vezes, no mínimo, para conquistar todos os prêmios de cada fase que, diferente da versão consoles, não são bonecos vodus e sim máscaras que fazem o mesmo papel das gemas e cristais dos jogos anteriores. Além disso, Crash poderá melhorar suas habilidades utilizando os mojos coletados nas fases e comprando-as nas barracas de Coco em cada Warp Room que, na verdade, são mundos ou ilhas.

         Através do uso da caneta Stylus do Nintendo DS, o jogador deverá traçar o rumo que Crash deverá tomar em seu barco, desviando de um monstro gigantesco no meio do oceano. Outra utilidade da caneta Stylus é a de selecionar o item localizado na tela inferior do portátil; itens que podem ser coletados nas fases. Essa foi uma boa desculpa da Amaze para dar algum uso da caneta Stylus.

         Graficamente o jogo está bem feito, contendo apenas algumas falhas no Nintendo DS perdoáveis, já que o jogo é totalmente em 3D. Os gráficos da versão GBA estão bons, porém Crash ficou grande demais na tela, o que impede de ver melhor os cenários, principalmente as partes mais altas e baixas da fase (no GBA, como era de se esperar, o jogo é totalmente side-scrolling 2D como nos jogos anteriores).

          O jogo Crash of the Titans foi lançado em 02 de Outubro de 2007 para PlayStation 2, PSP, Nintendo Wii, Game Boy Advance, Nintendo DS e XBox 360.

 
ANÁLISES DE VISITANTES DO SITE
 
#02 - Data: 13/05/2012 - Identificação: Jonathan F. Cunha - Versão: Nintendo DS

SOM

6.5 "O som é legal,mas as vezes começa a irritar depois de um tempo!"
GRÁFICOS 9 "Os gráficos não são perfeitos nem horríveis,mas podiam ser melhor."
DESAFIO 6 "Não é tão difícil depois de se acostumar com os controles."
JOGABILIDADE 7.5 "É boa, mas às vezes o personagem não corresponde ao comando."
  7.3
  "Esse jogo é divertido mas, falando sério, podia ter sido bem melhor do que isso."
#01 - Data: 31/05/2011 - Identificação: Artur Scurciatto Sutto - Versão: Nintendo DS

SOM

9.5 "O som está ótimo, mas só ficou estranho quando Crash dá socos nos inimigos."
GRÁFICOS 10 "O gráfico é, simplesmente, excelente."
DESAFIO 8.5 "É difícil na hora de enfrentar os inimigos quando estão pertos uns dos outros."
JOGABILIDADE 9.5 "É ótima, mas é um pouquinho ruim na hora de bater nos inimigos."
  9.4

Dragons & Bandicoots © 2001/2017 - Versão 15.0

Site desenvolvido e criado por Paulo Moreira (dragonsb). Os personagens mencionados neste site são marcas registradas de Activision, Inc. O site Dragons & Bandicoots não possui nenhuma ligação com a empresa mencionada.
Site hospedado por Webhost Brasil.